Prefeitura Municipal de Serrinha informa

Prefeitura Municipal de Serrinha informa
A Prefeitura de Serrinha, através do Gabinete do Prefeito, torna público o Decreto N°053/2014, que determina Ponto Facultativo nos dias 04 e 05 de setembro de 2014 considerando os festejos históricos da vaquejada de Serrinha. Os serviços públicos essenciais, que não admitem interrupções, funcionam normalmente neste período.

VAQUEJADA DO PARQUE MARIA DO CARMO:CHICABANA AO VIVO NA CLUBE

VAQUEJADA DO PARQUE MARIA DO CARMO:CHICABANA AO VIVO NA CLUBE

COBERTURA TOTAL AO VIVO DA VAQUEJADA,AQUI NA CLUBE:24 HORAS NO AR

COBERTURA TOTAL AO VIVO  DA VAQUEJADA,AQUI NA CLUBE:24 HORAS NO AR

Acompanhe de Segunda a Sexta as 18 horas aqui na Clube:A história de Jesus Cristo,o filho de Jeová.

Acompanhe de Segunda a Sexta as 18 horas aqui na Clube:A história de Jesus Cristo,o filho de Jeová.

Você está ouvindo:Rádio Clube Serrinha.NET

A BIBLIA É A PALAVRA DE DEUS!

A BIBLIA É A PALAVRA DE DEUS!

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Serrinha:Justiça manda recolher placas de campanha Eleitoral

O analista Judiciário do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, Jaime Barreiros,informou que desde o dia 16 de julho, 5.341 placas de campanha eleitoral foram recolhidas em 14 blitz e reforçou que a população pode denunciar situações irregulares à Justiça Eleitoral e ao Ministério Público. Caso haja ainda algum acidente, o eleitor pode ainda entrar na justiça comum resguardando seus direitos e buscando a indenização devida.
Com quatro equipes de servidores o Tribunal Regional da Bahia (TRE-BA) realizou mais uma super blitz na última sexta-feira. Conforme a Lei 9.504/97, a Lei das Eleições, é proibida a colocação de propaganda eleitoral em bem público e “nas árvores e jardins localizados em áreas públicas”.Em Serrinha,em ação conjunta do Ministério Público e Justiça Eleitoral,todas as placas foram retiradas da praça Luiz Nogueira,Morena Bela,Entrada da Cidade e áreas públicas.Fonte:Radialista Paulo Jorge

Agenda dos candidatos: Gika fez visitas as Escolas públicas e particulares

O candidato a Deputado Estadual,Gika,Fez várias visitas a Escolas da rede Municipal.Bem recebido pelas crianças,Gika aproveitou para conhecer melhor o ensino público em nossa cidade.

Atenção: Divulgação de ações dos candidatos através do Email: ribeiroanos70@gmail.com

Aécio: 'Marina é uma metamorfose ambulante'

Alijado do confronto direto entre Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB), o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, resolveu atender aos apelos de integrantes de sua campanha e disparou contra a adversária do PSB, que lhe tomou o segundo lugar nas pesquisas. "O improviso não é o melhor conselheiro. De um lado, temos um governo que reage aos índices das pesquisas alterando as suas convicções, com certo desespero, o que não é bom. Do outro lado, o que vejo é uma candidatura que mais se assemelha a uma metamorfose ambulante, que altera suas convicções ao sabor das circunstâncias", afirmou.

"Em qual Marina o eleitor pretende votar, a que ataca ou a que foi do PT? A que defende os pilares macroeconômicos ou a que votou contra a Lei de Responsabilidade Fiscal  no Congresso Nacional quando era do PT? É a Marina que se calou no escândalo do mensalão e continuou no governo petista?", disse.

Aécio voltou a acusar Marina de copiar o modelo de gestão tucano. Ele entregou uma cópia do Plano Nacional de Direitos Humanos de 2002, redigido durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, no qual quatro trechos são similares aos da atual cartilha do PSB. "Surpreende que o capítulo sobre direitos humanos do seu programa de governo seja uma cópia fiel do PNDH do governo Fernando Henrique, inclusive com prefácio de sua autoria (referindo-se a FHC). Não tiveram sequer o cuidado de alterar palavras. Essa é mais uma sinalização do improviso que ronda essa candidatura. Ela poderia ter pelo menos dado crédito aos autores verdadeiros."

"Temos quadros extraordinários, não precisamos buscar olhando por cima do muro do vizinho para encontrar", disse.

Com a campanha em crise, Aécio reuniu aliados nesta terça em São Paulo para traçar um plano de reação. Questionado por jornalistas sobre a possibilidade de desistir da disputa, Aécio ironizou: "Renúncia? Eu espero que a presidente não renuncie porque gostaria muito de enfrentá-la no segundo turno", disse.Fonte:Veja

Adriano Lima:" A população já entendeu a nossa proposta e vai nos ajudar."


Adriano Lima esteve ao lado do prefeito José Ronaldo,de Feira de Santana,participando da caminhada com Paulo Souto e Geddel.No Domingo,inaugurou seu comité na praça Morena Bela. O candidato marcou presença em Araci para participar de um comício junto com a chapa majoritária,onde reencontrou muitos amigos e pacientes queridos.Nesta quarta-feira,Adriano estará recebendo em seu comité na praça Morena Bela,várias lideranças politicas que estão aderindo a sua candidatura." A população já está entendendo nossa proposta de melhorar as condições de vida no interior.Praticamente todas as cidades da nossa região e até do extremo sul do Estado,estão procurando para nos ajudar nesta caminhada"disse Adriano.
Atenção senhores candidatos:Para divulgar sua agenda,mande Email para- ribeiroanos70@gmail.com

Contra Marina, Planalto acena com benefícios fiscais a igrejas evangélicas

Na tentativa de frear a ascensão da candidata do PSB ao Planalto, o governo da presidente-candidata Dilma Rousseff acena às igrejas evangélicas, segundo reportagem desta terça-feira do jornal Folha de S. Paulo. E a primeira inciativa federal do "pacote anti-Marina" será desengavetar a chamada Lei Geral das Religiões, cuja tramitação está há mais de um ano parada no Senado. O texto estabelece para instituições religiosas diversos benefícios - inclusive tributários.

Proposta em 2009 e já aprovada pela Câmara, a legislação institui normas válidas a diferentes religiões sobre o ensino religioso, casamento, imunidade tributária, prestação de assistência espiritual em presídios e hospitais, garantia do sigilo de ofício dos sacerdotes, entre outros temas. O texto foi apresentado em resposta a acordo firmado em 2008 entre o Brasil e o Vaticano, que estabeleceu normas sobre os mesmos temas em relação à Igreja Católica. Líderes evangélicos reclamam que o Estatuto Jurídico da Igreja Católica desequilibrou o tratamento das religiões por parte do Estado - o que motivou a elaboração da Lei Geral das Religiões. Aprovado em 2013 pela Comissão de Assuntos Sociais do Senado, o texto ainda não foi a plenário.

Agora, segundo reportagem da Folha, o governo quer dar ao projeto status de urgência, o que torna mais rápida sua tramitação. Entre os diversos pontos da legislação, está a concessão às associações de igrejas com reconhecida ação social dos mesmos benefícios tributários das filantrópicas. Também estabelece que os fiéis que trabalham no dia a dia das igrejas não tenham vínculo empregatício - o que impede ações trabalhistas.

Não é novidade a preferência do eleitorado evangélico por Marina. Na corrida eleitoral de 2010, Dilma enfrentou resistência entre o segmento evangélico em decorrência de controvérsias sobre sua posição em relação à legalização do aborto. Na ocasião, a maior parte dos eleitores que abandonaram Dilma no primeiro turno migrou para Marina, dobrando seu eleitorado na reta final. A petista só conseguiu o apoio de grande parte dos líderes religiosos após fechar um acordo em que se comprometia a não trabalhar pessoalmente no avanço de temas como aborto e casamento gay, que ficariam a cargo do Congresso.

Já a entrada de Marina na corrida eleitoral provocou uma revolução no eleitorado evangélico. No começo de agosto, Eduardo Campos, então candidato do PSB, tinha 8% de intenções de voto entre eleitores dessa fé segundo pesquisa Ibope - a mesma taxa do Pastor Everaldo (PSC). Marina já entrou com 37%, abrindo uma vantagem de 10 pontos sobre Dilma. O impacto foi tão grande que pulverizou as intenções de voto no até então mais notável candidato evangélico. O pastor caiu de 3% para 1% no eleitorado total, e de 8% para 3% entre evangélicos. Everaldo é líder religioso e tem o apoio de outros pastores, como Silas Malafaia. Em nenhum outro segmento do eleitorado Marina tem uma vantagem tão grande sobre Dilma do que entre os evangélicos.Fonte:Veja

Ao sair de debate, Dilma diz Aécio que ele 'não vai sentar' em sua cadeira

Ao sair do debate entre os candidatos à Presidência da República, realizado no SBT na tarde desta segunda-feira (1º), a presidente Dilma Rousseff (PT) fez uma provocação a Aécio Neves, que concorre ao cargo pelo PSDB. “Você está querendo sentar na minha cadeira, né Aécio? Mas não vai sentar não”, disse, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. Na última pesquisa Datafolha, o tucano aparece com 15% das intenções de voto, depois de uma queda de 5% em relação ao levantamento anterior. Questionada sobre o fato de Aécio ter “poupado” Marina Silva (PSB/Rede), Dilma ainda afirmou: “É, e veio pra cima de mim”, apontou ela, que também fez críticas à adversária. “Quando se quer ser presidente, não se resolve os problemas com discurso, com conversa, na mágica”, disse. Marina também protagonizou um momento inusitado durante os bastidores do debate. Depois de já ter falado com o ex-governador mineiro, e já posicionada ao lado dele na bancada do estúdio, disse para o concorrente: “Vamos nos cumprimentar de novo? Lá ninguém viu”.

Corinthians pode perder pontos no Brasileirão e ser eliminado da C. do Brasil

 Após ser suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por 180 dias por ter agredido o árbitro Raphael Claus, o meia Petros, que já passou pelo Vitória, pode prejudicar novamente o Corinthians. A equipe paulista pode perder 21 pontos no Brasileiro e deixar o G4 do Brasileirão, caindo para a zona de rebaixamento da competição nacional.

Devido a uma irregularidade no registro no BID (Boletim Informativo Diário) com respeito ao contrato do meia Petros, o clube corre o risco de ser punido no Brasileirão e de quebra ainda ser eliminado da Copa do Brasil. O problema é que o meia teria sido registrado como jogador do Corinthians antes de o vínculo entrar em vigência.

De acordo com o que registra o BID da CBF, o nome de Petros deu entrada no dia 01 de agosto, data em que o jogador teria rescindido o sue contrato de empréstimo e acertado em definitivo, encerrando o vínculo com o SEV Hortolândia, clube com que tinha contrato até a data citada.

O problema é que o contrato de Petros com o Corinthians passou a ser válido apenas no dia 02 de agosto, um dia após o que está registrado no BID. Ou seja, o registro do meia junto a CBF está irregular. A data correta do vínculo está registrada na Federação Paulista de Futebol (FPF).

Pelos termos da justiça desportiva, o contrato registrado no BID da CBF é irregular e, portanto, todos os jogos disputados pelo jogador desde então foram irregulares. No total são sete jogos, cinco pelo Campeonato Brasileiro e mais dois pela Copa do Brasil.

Se a CBF decidir encaminhar a denúncia para o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), o Corinthians será julgado e pode ser punido pelo artigo 214 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que prevê a perda de todos os pontos conquistados na partida em que Petros esteve registrado na súmula mais três pontos por cada partida. Assim, o Timão perderia 21 pontos e deixaria a quarta posição passando a lanterna, com onze pontos.

Como Petros também foi relacionado para as derrotas do Corinthians na Copa do Brasil para Bahia e Bragantino, o clube também seria eliminado da competição.

Há ainda a possibilidade do STJD entender que a CBF é a culpada pelo erro. Neste caso, a entidade seria enquadrada no artigo 191 do CBJD e multada. A Federação Paulista de Futebol também pode ser responsável e multada pelo mesmo artigo.

*Com informações do Futebol Interior

Manter viva a identidade e a cultura do vaqueiro

Vaqueiro desde os 15 anos de idade, Ivo Ferreira, natural do Pernambuco, aos 67 anos de idade, comenta sobre as diversas mudanças pelas quais a vaquejada atravessou durante o passar dos anos. “Na minha época a gente usava traje de couro, a montaria era diferente, o chão era de terra batida e cascalho. Hoje o espaço é uma superfície de 50 cm de areia, com limites definidos e um regulamento, a segurança passou a ser importante e todo vaqueiro hoje usa capacete para se garantir”. Destacou.

Essa e muitas outras histórias fazem parte do universo do vaqueiro e da vaquejada, e é com o intuito de disseminar e manter viva a identidade e a cultura do vaqueiro no município de Serrinha que fica localizado a 173 km da capital baiana, que o Grupo de Vaquejada Maria do Carmo, promove entre os dias 02 e 03 de setembro, um evento que tem a finalidade de proporcionar aos alunos da rede pública municipal um momento de lazer e conhecimento para crianças e jovens, que desejam conhecer mais sobre a cultura nordestina.

Com início previsto às 09h da manhã, no Parque de Vaquejada Maria do Carmo, localizado na Avenida Valdete Carneiro, o evento é gratuito e conta com uma  programação que garante aos estudantes um contato direto com as tradições dos Vaqueiros, através de bate-papo, simulação de corrida, passeio, sorteio de brindes, entre outras diversificadas atividades.

Jimi Jamison, vocalista do Survivor, morre aos 63 anos nos EUA


Vocalista da banda de hard rock Survivor, que emplacou diversos hits nos anos 1980 e teve destaque em trilhas sonoras de filmes como "Rocky 3" (1982), "Rocky 4" (1985) e "Karatê Kid" (1984), Jimi Jamison morreu na noite de domingo (31), aos 63 anos, O cantor e compositor estava em sua casa, em Memphis, nos Estados Unidos, onde sofreu um ataque cardíaco, segundo informou uma encarregada pela agenda de shows do artista ao site TMZ.

A notícia também foi divulgada por meio da conta de Facebook oficial da banda. "Toda a família do Survivor está muito chocada e entristecida com o falecimento do nosso irmão Jimi Jamison. Nossos pensamentos, amor e orações vão para sua família e amigos."

Dunga já deu dicas do que quer. Agora chegou a hora de começar a cobrar

Depois de entrevistas, análises e um primeiro dia de treino leve, a terça-feira (02) da seleção brasileira em Miami, nos Estados Unidos, vai ser de início dos trabalhos da segunda Era Dunga. O time treinará pela primeira vez de olho na Colômbia, no dia 05, naquele que será a reestreia do comandante que esteve à frente da equipe até as quartas de final da Copa do Mundo de 2010.

O primeiro ritual aconteceu já na tarde de segunda-feira. Depois de todos atletas se apresentarem no hotel, eles fizeram o primeiro treino regenerativo e tiveram o contato inicial com o comandante. O trote para os novatos na seleção, com Éverton Ribeiro, Gil e Ricardo Goulart, também passou na noite, durante o jantar.

Depois disso, Dunga começará o trabalho tático, para escolher uma formação, definirá os 11 titulares de sua reestreia e também fará o trabalho de conversa com os atletas para que eles entendam a sua filosofia. Outro passo importante será tirar de vez da cabeça dos atletas que estiveram na Copa o trágico 7 a 1 para a Alemanha, na semifinal.

Veja o que esperar do treino de Dunga nesta terça:

Desenho tático

Dunga precisará definir qual esquema tático usará na seleção brasileira. A sua convocação indica que não é a ideia ter um 9 fixo, como foi marco das chamadas de Luiz Felipe Scolari. Diego Tardelli, Ricardo Goulart, Robinho e Neymar são jogadores da linha de frente que dificilmente funcionam apenas como referência. Até nomes como Everton Ribeiro, Willian e Philippe Coutinho, que podem atuar mais à frente, também têm uma mobilidade bastante avançada. Outro indicativo da mudança de formação fica por conta de nomes como Fred e Jô não estivarem entre os chamados.

"Nós vimos na Copa doMundo que temos que refazer o nosso pensamento. O atacante tem que chegar na frente para fazer gol, não importa se ele é o 10, 9, 8, 2 ou 5. Ficamos muito presos nos números ou posições. Temos a possibilidade do 9 fixo, sem o 9. Para se ter uma ideia, o Muller (jogador da Alemanha) jogou as primeiras como atacante de referência e depois, mais adiante, outras partidas pela lateral. Temos quem faça isso nesse grupo", disse Dunga após sua convocação.

Definir líderes da equipe

Felipão sempre fez questão de deixar claro por onde passou que sua equipe tinha líderes. Dunga, como jogador, sempre exerceu essa liderança. Na equipe, o principal candidato a assumir essa colocação é Maicon, pela sua experiência e também por já ter sido convocado pelo comandante para a última Copa. A função também sofre com carência por causa de Thiago Silva, que ficou de fora da lista por causa de lesão. David Luiz, outro candidato que chegou a assumir o papel na seleção de Felipão, teve seu emocional criticado publicamente.

"Na seleção tem de ser muito mais forte emocionalmente. Você vai ter cinco ou dez minutos e muitos acham que vão ter a segunda oportunidade porque falaram bem dele. Mas nem sempre é assim. Eu digo. Se falam bem, não acredite 100%. Se falam mal, não acreditem 100%", disse ele à TV Bandeirantes.

Esquecer os 7 a 1

Quase dois meses após a eliminação na semifinal da Copa do Mundo por 7 a 1, o assunto da tragédia ainda é constante nas entrevistas dos atletas, especialmente para nomes como Luiz Gustavo e David Luiz.  Para isso, ele não pretende contar com psicólogo. De acordo com o comandante, a idade coloca resistência aos altetas neste trabalho. A aposta será na conversa e na experiência que teve como jogador para isso. Dunga também deixou claro que os mais velhos serão linha de frente na hora da pressão.

"A seleção, como qualquer clube, vive de resultado, mas estou pensando em montar uma estrutura para a eliminatória e Copa do Mundo. Mas a história nos demonstra que sem dar estrutura para os mais novos dificilmente dá certo. Aos poucos tem que ir integrando outros jogadores para eles se sentirem confortáveis", afirmou.

Neymar Jr, a principal estrela?

Depois de barrar Neymar daquela que seria a sua primeira convocação, na Copa do Mundo de 2010, Dunga já disse que não se arrependeu de não incluir o atacante na lista. Ele afirmou que o atacante já evoluiu. Resta saber se Neymar será a principal estrela da companhia e protegido por tudo e todos, como era no comando de Felipão. O jogador já mostrou que funciona melhor nessas situações.

"Todos queremos que seja o Neymar do Santos. Espontâneo, criativo, jogador determinante. Uma referência, sem perder a alegria", disse o treinador. Fonte:esporte.uol.com.br

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Prêmio Educação: Iniciativa​s que Transforma​m

A UPB - União dos Municípios da Bahia instituiu o Prêmio Educação: Iniciativas que Transformam. Os vencedores foram reconhecidos no último domingo (31), no Resort Vila Galé Mares, Praia de Guarajuba em Camaçari, no 3º Encontro de Prefeitos e 4º Congresso dos secretários municipais de saúde.

Serrinha concorreu com o PROJETO CUIDA BEM DE MIM: desafios e avanços da rede municipal de ensino na educação infantil - creche.

A Secretária de Educação do Município, Gelcivânia Mota, compôs a mesa e fez a abertura do evento na qualidade também de Presidente da UNDIME/BA. O estado da Bahia conta com 417 municípios, o projeto de Serrinha obteve uma grande vitória ao ficar entre os 44 melhores classificados, sendo o único representante da região sisaleira, recebendo um prêmio e uma medalha.

A Secretária comemorou a conquista, e parabenizou a todos envolvidos no projeto. ‘’A gestão trabalha sempre no intuito de buscar uma escola pública de qualidade, apesar de todas as dificuldades existentes’’, salientou.Fonte:ASCOM

Sindicalista foi convidado para visitar Serrinha


SERRINHA ESTÁ PRESTES A RECEBER A VISITA DE PAULO CAYRES: PRESIDENTE DA CNM - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS METALÚRGICOS. Paulão, além de presidente da CNM e da Direção do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC - SP (Sindicato que Lula foi presidente), representa os trabalhadores no Conselho da Marinha Mercante e na Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), entidade de apoio técnico e gerenciamento do Plano Brasil Maior (a política industrial do país). É ainda um dos coordenadores do Macrossetor da Indústria da CUT. Fonte:Facebook(foto-Prefeito Osni e o inspetor da Policia Rodoviária Federal,Joel Moraes)

Preço de alimentos sobe e provoca avanço da inflação

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) teve alta de 0,12% em agosto, de acordo com pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV). Considerada o dobro da apurada na última prévia (0,06%), o índice está abaixo da registrada no começo do mês (0,16%). O grupo alimentação foi o que influenciou a média inflacionária. Entre os itens que ficaram mais caros, está a carne bovina (de -0,54% para 0,34%). No grupo habitação, o índice subiu de 0,27% para 0,34%, puxado, principalmente, pelo condomínio residencial. As cinco maiores influências de alta vieram dos grupos: refeições em bares e restaurantes (0,43%), aluguel residencial (0,65%), plano e seguro saúde (0,73%), leite tipo longa vida (3%) e tangerina (26,72%). Por outro lado, os grupos que mais contribuíram para queda foram: batata-inglesa (-21,47%), tarifa de telefone residencial (-1,93%), hotel (-3,63%), tomate (-5,88%) e massas preparadas e congeladas (-3,78%). As informações são da Agência Brasil.

“Apesar da escolha de Rui, eu poderia ser a melhor opção”, diz Pinheiro

A pouco mais de um mês do dia para a população fazer suas escolhas na urna eletrônica e com chapas e aliados definidos, as decisões representativas ainda rendem neste cenário. Em entrevista ao Se Liga Bocão desta segunda-feira (1º), o senador Walter Pinheiro (PT) ressaltou que apesar da escolha do partido por Rui Costa, na candidatura ao governo estadual, ele também poderia ser a melhor opção. Apesar disto, Pinheiro reforçou não estar magoado. “O que tá em jogo não é o meu desejo e sim o projeto político”, disse.

Segundo Pinheiro, agora é o momento de apoiar o candidato Rui Costa. “Acredito na chapa que concorre e estou dando total apoio. Quando o PT e os aliados escolheram por Rui eu precisava apoiar, como estou fazendo”, definiu.

Um dos pontos da entrevista foi acerca da polêmica envolvendo a Bolsa-Pesca no município de Ibotirama,a 648 quilômetros de Salvador, onde está sendo denunciado a utilização de recursos a pessoas que nem sequer são pescadores. Para Pinheiro, é preciso uma análise mais detalhada sobre o caso e um acompanhamento mais próximo por parte do Ministério da Pesca.  O senador ainda explicou que em alguns momentos a verba destinada a Bolsa-Pesca não passa pelo estado, isto por que “o ministério [da pesca] possui parcerias por convênios e existe um cadastro onde os dados são enviados e assim o trabalhador receba a sua remuneração”.

Sobre a situação dos hospitais da Bahia, Pinheiro enfatizou que “a saúde no estado apresentou grandes avanços”. Segundo o senador, um dos seus projetos que estão sendo trabalhados desde 2011 é a organização da regulação dos hospitais, “principalmente com a ligação das vagas na capital”. Para Pinheiro, uma das necessidades mais urgentes visa a distribuição de equipamentos para os hospitais e detalhando que a busca e utilização da tecnologia  em mais 600 vagas para UTI, totalizando assim 900 vagas.Fonte:Bocão News

Candidatos evitam bater em Marina, mas ela bate com gosto. Ou: Dilma só sabe bater em Aécio


Marina Silva e Dilma Rousseff polarizam o debate presidencial promovido pela Jovem Pan, Folha, UOL e SBT. Sempre que possível, uma faz a pergunta à outra. E, no embate, Marina sai vencedora. Parece mais segura, fala com mais fluência, parece mais treinada para o debate. E tem dois confortos que faltam a Dilma: está em ascensão nas pesquisas e não tem de defender a cidadela; vale dizer: a ex-senadora joga no ataque, e a atual presidente, na defesa.

Dou um exemplo de uma Dilma mal treinada para enfrentar uma Marina muito afiada. A petista quis saber por que o programa da candidata do PSB dedicou apenas uma linha ao pré-sal. Marina, claro!, declarou a importância do petróleo, mas exaltou a busca de novas fontes de energia e aproveitou para atacar os desastres na Petrobras. A petista ficou sem resposta.

Quando chegou a vez de Marina perguntar, mandou ver: Dilma não cumpriu a promessa de fazer o Brasil crescer com inflação baixa. O que deu errado? A petista afirmou que responderia o que deu certo. Na tréplica, a adversária contra-atacou: afirmou que a petista tem dificuldades de reconhecer os problemas do governo. Ganhou de novo.

Aécio Neves teve um ótimo desempenho. Falou com fluência e segurança, mas não foi um dos polos do debate. Num embate com Dilma, ficou claro que os petistas sabem bater em tucano — hoje uma tática meio suicida —, mas não sabem o que fazer com Marina.

O tucano indagou por que o governo federal investiu tão pouco em segurança pública. Sem agressão ou ataque. Na resposta, Dilma disse que ele tem memória fraca, é mal informado e não estudou direito. Vale saber: a candidata do PT sabe ser dura com quem, se a eleição fosse hoje, seria derrotado por ela. Mas não tem o que fazer com uma Marina que sairia vitoriosa. O PSDB está numa situação muito difícil, e o PT está absolutamente perdido.

Por Reinaldo Azevedo(Veja)

Empatadas, Dilma e Marina polarizam 2º debate na TV

O resultado da última pesquisa Datafolha, que mostrou empate entre Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB), mudou a dinâmica do segundo debate entre os candidatos à Presidência da República na televisão nesta segunda-feira. Assumidamente nervosa, Dilma deixou clara a nova estratégia de sua campanha em centrar fogo em Marina – que aderiu à polarização.

"Frases de efeito e frases genéricas. Quando você é presidente, precisa se explicar, não basta dizer que vai fazer uma lista de coisas sem dizer de onde virá o dinheiro", disse Dilma para Marina no debate promovido pelo jornal Folha de S. Paulo, SBT, UOL e Rádio Jovem Pan. Desde o primeiro bloco, a tática de Dilma foi partir para um duelo direto com Marina, tentando transmitir a ideia de que o tucano Aécio Neves, em terceiro lugar nas pesquisas, está fora do jogo.

O nervosismo confesso – logo na sua primeira pergunta, Dilma fez questão de dizer que estava nervosa – acentuou a dificuldade da petista diante do microfone e deu tom agressivo a diversas falas. Irritada com uma pergunta de Aécio sobre segurança pública, Dilma disse – duas vezes numa mesma resposta – que ele "tinha a memória fraca". Quando teve oportunidade de escolher a quem dirigir suas perguntas, a petista optou por Marina – mas sempre se dirigindo à rival como "candidata", sem chamá-la pelo nome. "Os jornais têm noticiado que a senhora pretende reduzir a importância do pré-sal. Por que o desprezo com esse recurso tão importante para o Brasil?". Marina reagiu: "No seu governo, o maior perigo para o pré-sal é o que foi feito com a Petrobras (...)  Empresa que paga caro pelas escolhas que fez". Dilma também alfinetou a candidata do PSB ao afirmar que "sem o apoio no Congresso, não é possível garantir um governo estável e sem crise institucional".

A exemplo do debate anterior, na TV Bandeirantes, Marina questionou Dilma sobre "o que deu errado em seu governo". "A presidente Dilma tem muita dificuldade em reconhecer os erros do seu governo. Nós defendemos sim a autonomia do Banco Central porque esse governo, com atuitudes erráticas, não ajuda a resolver os problemas", disse. Marina também repetiu a tática de elogiar nominalmente os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. "Teremos uma atitude de reconhecer os ganhos históricos da realidade brasileira, infelizmente negligenciada por Dilma, com a inflação crescente, juros elevados e sem estabilidade fiscal. Vamos recuperar o tripé econômico, manter a política econômica de Fernando Henrique Cardoso e as conquistas sociais de Lula. Os programas correm risco com Dilma no governo. Vamos parar de fulanizar as conquistas brasileiras."

Aécio manteve a linha de atacar Dilma. "O ativo mais valioso da política é o tempo. O governo do PT perdeu um longo período que poderia fazer investimentos". As críticas contra Marina só apareceram na fala final: do tucano "Ficou claro que temos dois campos políticos, o do governismo, que recebeu o governo melhor do que vai entregar, e o das mudanças, com várias alternativas. Respeito a candidata Marina, mas ela não consegue superar as contradições em seu projeto. Eu sou o candidato que representa a mudança segura, em que se sabe onde ela vai nos levar".Fonte:Veja

Polícia identifica 3º envolvido em caso Aranha. Patrícia procura advogado

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul identificou mais um torcedor que chamou Aranha, goleiro do Santos, de 'macaco' na Arena do Grêmio. Com isto, a 4ª Delegacia de Polícia emitiu intimação para duas pessoas. Patrícia Moreira, flagrada pelas câmeras da ESPN, só deve prestar depoimento na quinta-feira. Enquanto isto, ela ainda precisa definir seu advogado, pois o profissional procurado não aceitou a causa.

O processo de identificação de um terceiro envolvido contou com o depoimento de dois seguranças privados, que trabalham na Arena em jogos do Grêmio, e também de torcedores dissidentes da torcida chamada 'Geral do Grêmio'.

"Recebemos as imagens já com duas pessoas identificadas (Patrícia Moreira e mais um outro sócio do Grêmio, sem identidade revelada) e o trabalho agora é para conseguir a identidade de todos os envolvidos. Com esse avanço de agora, emitimos as intimações", disse ao UOL Esporte Herbert Ferreira, delegado da 4ª DP de Porto Alegre.

As duas pessoas, se localizadas ainda nesta segunda, devem comparecer na delegação na terça-feira pela manhã. Patrícia Moreira, 23 anos, ainda não foi intimada e apenas por uma prioridade definida pela própria Polícia Civil: identificar primeiro todos os envolvidos.

Enquanto aguarda a intimação, a jovem ganha tempo para arranjar um advogado. Pela manhã, Patrícia chegou a se reunir com Guilherme Abrão e assinou uma procuração para ser representada por ele no caso. O acordo ruiu horas depois.

"Fui apenas consultado por ela e pela família, mas não vou seguir no caso", disse Abrão à reportagem. "Eu tinha uma procuração, sim, mas como não houve contratação dos meus serviços não usarei ela. Só fui consultado", reiterou em tom evasivo sobre o tema.

Guilherme Abrão é conselheiro do Grêmio e até o início da tarde, tinha em seu Twitter uma ligação com o MGI - Movimento Grêmio Independente, que é oposição ao atual presidente Fábio Koff. Questionado se este seria o motivo para sua saída do caso, ele desconversou e disse que a decisão foi em comum acordo com os familiares de Patrícia Moreira.

A investigação da Polícia Civil contou com os 60 minutos de imagens do sistema interno de segurança da Arena. O Grêmio tenta de todas as formas auxiliar na investigação, até como argumento para se livrar de um punição mais forte no STJD. O julgamento no tribunal desportivo ocorrerá na tarde de quarta-feira e o duelo de volta contra o Santos pela Copa do Brasil foi suspenso até que todas instâncias sejam vencidas.

domingo, 31 de agosto de 2014

Brasil está em primeiro lugar em ranking sobre violência em escolas


Um levantamento feito pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) com mais de 100 mil professores e diretores de escola do segundo ciclo do ensino fundamental e do ensino médio apontou o Brasil como líder do ranking de violência em escolas. Entre os 34 países pesquisados, a média de professores que disseram ser vítimas de agressões verbais ou de intimidação de alunos pelo menos uma vez por semana foi de 3,4%. Mas, no Brasil, o valor por de 12,5% – seguido por 11% na Estônia e 9,7% na Austrália. Na Coreia do Sul, na Malásia e na Romênia, o índice é zero. Em entrevista à BBC Brasil, Dirk Van Damme, chefe da divisão de inovação e medição de progressos em educação da OCDE, disse que a escola está mais aberta à sociedade e que os alunos acabam levando seus problemas cotidianos para a sala de aula. O Brasil ainda aparece entre os dez últimos na lista do estudo internacional sobre professores, ensino e aprendizagem, que mede a percepção que o professor tem da valorização de sua profissão. Apenas um em cada dez professores brasileiros (12,6%) disse acreditar que seja valorizado pela sociedade; a média global é de 31%. A organização ressalta, contudo, que houve avanços na educação brasileira nos últimos anos. Os investimentos no setor, de 5,9% do PIB no Brasil, estão próximos da média dos países da OCDE (6,1%), que reúne várias economias ricas. "Entre 2000 e 2011, o nível de investimentos em educação no Brasil, em termos de percentual do PIB, quase dobraram", afirma Van Damme. Além disso, o porcentual de jovens entre 15 e 19 anos que estudam é de 77% no país, enquanto a média da OCDE é de 84%.

Em três anos, Marina ganhou R$ 1,6 milhão com palestras

Marina Silva não teve nenhum cargo público desde que perdeu a última eleição presidencial. Ela preferiu seguir um outro ramo de trabalho. Em março de 2011, a ex-senadora abriu uma empresa de palestras que já havia faturado R$ 1,6 milhão até maio deste ano. Segundo a Folha de S. Paulo, em pouco mais de três anos, Marina teria assinado 65 contratos e feito 72 palestras remuneradas. Ela não identifica os nomes das empresas ou entidades que pagaram para ouvi-la, pois teria assinado cláusulas de confidencialidade, mas no ano passado a própria candidata teria solicitado que seu cachê não fosse divulgado. Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso, que também cobram por palestras desde que deixaram o cargo, mantêm igualmente em segredo os valores que recebem e a identidade dos clientes. Os rendimentos da empresa M. O. M. da S. V. de Lima – registrada com o nome completo da candidata, Maria Osmarina Marina da Silva Vaz de Lima – aumentaram ano a ano, saltando de R$ 427,5 mil em 2011 para R$ 584,1 mil no ano passado. O faturamento bruto de Marina era, em média, de R$ 41 mil, mais do que o dobro dos R$ 16,5 mil que recebia como senadora. Ainda assim, ela estimou, este ano, que tenha R$ 135 mil de patrimônio pessoal, que inclui uma casa e seis terrenos em Rio Branco, a empresa criada para contratar sus palestras e uma conta no Banco do Brasil. O valor é menor do que o de 2010, quando ela estimou ter cerca de R$ 149 mil.

Juan perde pênalti, Vitória é derrotado pelo Flamengo e permanece na lanterna

O Vitória não conseguiu fazer valer o seu mando de campo em mais uma partida do Campeonato Brasileiro e perdeu para o Flamengo, por 2 a 1, na noite deste domingo (31), no Barradão. Com o resultado, o Leão se mantém na última colocação da competição.

O primeiro tempo da partida foi bastante equilibrada. O time carioca marcou com Marcelo de cabeça após cruzamento. A equipe de Ney Franco ainda empatou com uma bola que bateu em Caio e encobriu o goleiro do Flamengo.

Na segunda etapa, Alecsandro marcou em uma cobrança de pênati e colocou o rubro negro carioca na frente do placar. O Vitória ainda teve a chance de empatar, mas Juan desperdiçou uma penalidade máxima e o Leão acabou sendo derrotado.

O time de Ney Franco permanece com 15 pontos na lanterna do Brasileirão. O Vitória volta a campo diante do Santos no próximo sábado (6), às 18h30, na Vila Belmiro.
O Bahia foi derrotado pelo Grêmio e agora divide a lanterna com o seu rival

O Bahia foi derrotado pelo Grêmio por 1 a 0, na noite deste domingo (31), na Arena do Grêmio e agora ocupa a vice-lanterna do Campeonato Brasileiro. O Tricolor até atuou bem na partida, mas sem força ofensiva acabou perdendo o confronto com a equipe gaúcha com um gol do argentino Barcos.

O primeiro tempo da partida foi bastante equilibrado. O jogo foi truncando, com muitas faltas e poucos lances de perigo de ambas as equipes. Quando o time de Felipão atacante, os comandados de Kleina respondiam, mas o placar terminou inalterado.

Na segunda etapa o Grêmio atacou um pouco mais e o Bahia se postou defensivamente. No entanto, em um vacilo da defesa, após bela tabela entre Giuliano e Felipe Bastos, a bola sobrou para o centroavante gremista anotar o único gol do duelo.

Com o resultado, o Bahia permanece na zona de rebaixamento do Brasileirão com 16 pontos na penúltima colocação. O Tricolor volta a campo no próximo domingo (7) diante do Coritiba na Arena Fonte Nova.





Pesquisa mostra que 65% dos pacientes com câncer continuam fumando

Agência Brasil -Levantamento feito pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) com pacientes da instituição mostra que 65% dos pacientes fumantes não conseguem largar o cigarro mesmo após receber o diagnóstico da doença. O coordenador de Apoio ao Tabagista do instituto, Frederico Fernandes, disse que o resultado da pesquisa foi surpreendente. “Nós imaginávamos, justamente, que uma pessoa que fumasse, na hora de receber o diagnóstico de câncer ficasse motivada a parar, pelo fato de ter desenvolvido uma doença relacionada ao tabagismo”, ressaltou em entrevista à Agência Brasil.

Segundo o médico, apesar da vontade dos pacientes de largar o tabaco, o vício é muito forte. “Quando a gente conversa com esses pacientes, vemos que eles têm vontade, estão motivados, mas, pelo fato de ter um nível alto de dependência da nicotina, não conseguem parar ou reduzir”, contou.

A situação se agrava, de acordo com Fernandes, pelo fato de o cigarro ser uma válvula de escape de grande parte dessas pessoas ao lidar com situações difíceis. “E, muitas vezes, quando a pessoa recebe um diagnóstico como esse, acentua os traços de ansiedade. Com isso, ela acaba não conseguindo largar o cigarro por não conseguir canalizar a ansiedade contra a doença em outra coisa”, explica o médico.

Além de ser um fator que contribui para o surgimento do câncer, Fernandes destaca que o cigarro pode atrapalhar o tratamento. “Alguns tipos de quimioterapia têm menor eficácia quando a pessoa continua fumando e recebendo o tratamento”, enfatiza. Fumar também interfere na cicatrização e recuperação de cirurgias. “Se uma pessoa é submetida a uma cirurgia, parando de fumar ela tem uma cicatrização melhor e um pós-operatório menos complicado”, acrescenta.

Há ainda, segundo o médico, o problema da fragilização do sistema respiratório. “Uma das principais complicações que ocorrem no tratamento de câncer são as infecções respiratórias. E a pessoa que fuma tem chance maior de contrair uma infecção durante o tratamento do câncer”.

Por isso, o Icesp montou uma equipe para apoiar os pacientes que querem deixar o cigarro. “Nós temos uma equipe multiprofissional, composta por psicólogos, enfermeiros, nutricionistas e médicos, que vai dar um tratamento baseado tanto em medidas comportamentais, quanto em medicações, para tentar diminuir o vício”, detalha Fernandes.

Uma das principais linhas de atuação do grupo é, justamente, ajudar os fumantes a lidar com a ansiedade sem o tabaco. “Ensinar como lidar com as situações de problema, com o stress do dia a dia, sem precisar recorrer ao cigarro, coisa que muitos deles estão acostumados a recorrer desde a adolescência”, explica o médico.

Dunga convoca Robinho e Marcelo no lugar de Hulk e Alex Sandro

O técnico Dunga fez a primeira convocação de sua segunda passagem pela seleção nesta terça-feira e sinalizou algumas mudanças em relação à equipe que fracassou na Copa do Mundo com Luiz Felipe Scolari. Doze jogadores que não estiveram no Mundial apareceram na lista de convocados para os amistosos contra Colômbia e Equador, em setembro, nos Estados Unidos. Apesar de dizer que os jogadores excluídos – como Daniel Alves, Fred e Paulinho – não estão fora dos planos, o treinador deu a entender que investirá em uma equipe mais rápida e jovem. “Não é porque teve um resultado ruim que estava tudo errado. Queremos ter outras opções, uma nova análise, para mais à frente definir o time”, afirmou o técnico na entrevista na sede da CBF. no Rio.

Dunga também vai exigir disciplina de seus comandados, como em sua primeira passagem, entre 2006 e 2010. “O jogador tem de se preparar fisicamente, tecnicamente, tem de estudar o adversário." Os principais tópicos da entrevista de Dunga:

Novatos - "O Éverton Ribeiro foi convocado por sua qualidade no drible. Do jeito que está o futebol, é necessário ter um jogador com essa criatividade. O Ricardo Goulart é muito competitivo, forte, um meia que entra na área e sabe concluir muito bem. O Gil voltou do futebol europeu e se firmou muito bem no Corinthians. É bom na bola aérea, rápido, e um jogador que sabe se impor diante dos atacantes."

Excluídos - "Os jogadores que estiveram na Copa mas não vieram agora não estão excluídos, as portas estão abertas. Nós pensamos primeiramente em deixar uma estrutura para os atletas que estão chegando."

Centroavanate - "Nós vimos da Copa do Mundo que temos de refazer nosso pensamento. Atacantes são todos os jogadores que chegam à frente. Temos vários jogadores para esta posição, várias opções de ataque, não necessariamente jogadores fixos. Na Alemanha, por exemplo, durante a Copa o Müller começou jogando enfiado e depois veio buscar mais o jogo.  Queremos esta movimentação."

Disciplina - "O jogador tem de se preparar fisicamente, tecnicamente, tem de estudar o adversário, se aprimorar nos treinos, para chegar à seleção pronto. Ele deve pensar: ‘Essa é a minha chance e eu não posso falhar.’ Eles esperam a vida toda por esta oportunidade e têm de estar preparados. "

Olimpíada - "O trabalho com a equipe olímpica é conjunto, mas nosso foco principal é a Eliminatória para a copa de 2018, porque já é parte da Copa do Mundo. Haverá um trabalho paralelo, mas o foco será sempre a seleção principal."

Neymar - "Ele é uma referência do futebol brasileiro e mundial e nós temos de aproveitar isso. O Neymar deve ser exemplo para os jovens que estão começando. Tem de ser moleque na hora do drible, mas com responsabilidade, exatamente como ele tem feito."

Colômbia - "O Brasil tem de formar uma seleção competitiva, aproveitar a capacidade técnica. Vamos enfrentar uma seleção que foi muito bem na Copa, com jogadores técnicos e fortes fisicamente, mas temos capacidade. Com nosso talento, podemos vencer."

Desinteresse por horário político é o maior desde 1998

Candidatos que apostam apenas no horário político para convencer o eleitorado talvez devam mudar de estratégia. Pesquisa realizada pelo Datafolha na última quinta e sexta, dias 28 e 29 de agosto, mostra que 46% dos entrevistados não têm interesse algum na propaganda obritagória, maior índice registrado pelo instituto desde 1998. Naquele ano, em que Fernando Henrique Cardoso disputava a reeleição pelo PSDB, 51% não tinham nenhum interesse em acompanhar o horário político no rádio ou na TV.
Uma parcela menor dos ouvidos pelo Datafolha, 33%, disse ter pouco interesse na propaganda, e apenas 20% dos entrevistados afirmaram ter muito interesse em ver e ouvir candidatos fazerem promessas e atacar adversários. O horário político tem quase uma hora de duração -- 50 minutos, mais exatamente -- e vai ao ar duas vezes por dia: às 13h e às 20h30.
O levantamento sugere a ineficácia do horário político como estratégia de ação ao mostrar que o desinteresse pela propaganda é maior entre os eleitores indecisos. De acordo com matéria do jornal Folha de S.Paulo, 60% daqueles que não sabem em quem vão votar não tem qualquer interesse pelo horário obrigatório. Entre os que pensam em anular o voto ou votar em branco, o índice sobe para 84%. 
Além disso, 36% de todos os ouvidos disseram que o horário não é nada importante para decidir o voto, contra 34% que o consideram muito importante e 29% que o definem como pouco importante.

Siglas nanicas reúnem candidatos menos escolarizados

Há uma série de diferenças entre a classe política nacional e os eleitores brasileiros – mas elas estão se tornando menores. Um infográfico do site de VEJA ajuda a entender uma delas: a discrepância, ainda elevada, de escolaridade dos políticos em relação às médias do país. E o peso que os partidos nanicos possuem na fatia dos candidatos com menos escolaridade. Na prática, pequenas siglas servem como porta de entrada para eles – os candidatos que completaram apenas o Ensino Médio constituem o maior grupo nesses partidos.

Neste ano, os partidos escolheram 45% de seus representantes para disputas eleitorais entre os diplomados com grau superior e 30% entre os que passaram pela escola, mas não chegaram à universidade. A distância entre as duas principais classificações dos candidatos, com base no critério de escolaridade, diminuiu em 2014. Há quatro anos, os candidatos formados em universidades representavam 46%, e os que concluíram o Ensino Médio, 27%.

Educação no Brasil

Os dados de 2010 do censo do IBGE apontam que apenas 7,9% da população brasileira com 10 anos de idade ou mais concluíram um curso superior e que 50,2% não chegaram ao fim do Ensino Fundamental ou não tinham instrução. Mas esses números estão em evolução, o que também tem alterado o perfil dos candidatos no Brasil. Há dez anos, só 4,4% dos brasileiros tinham curso superior e 65,1% estavam com o Fundamental incompleto.

É possível detectar as tendências apontadas pelo IBGE no perfil do eleitorado nacional. De 2010 para 2014, o porcentual de eleitores com Ensino Superior Completo passou de 3,7% para 5,6%. E os com Ensino Médico completo de 13,1% para 16,6%. Ao mesmo tempo, os analfabetos caíram de 5,9% para 5,1% e os que só “leem e escrevem” passaram de 14,5% para 12%.

Os dados de 2010 do IBGE apontam que apenas 7,9% da população brasileira concluíram um curso superior e que 50,2% não chegaram ao fim do Ensino Fundamental ou não tinham instrução. A boa notícia é esses números estão em evolução – ainda que lenta –, o que também tem alterado o perfil dos candidatos no Brasil. Há dez anos, só 4,4% dos brasileiros tinham curso superior e 65,1% estavam com o Fundamental incompleto.
O professor e cientista político Rui Tavares Maluf explica que a tendência para os próximos anos é que se verifique um crescimento menor bruto ou até uma redução proporcional dos candidatos com nível superior por causa do aumento de escolaridade média da população. “É de se esperar que num eleitorado mais escolarizado seus representantes sejam, de preferência, ainda mais”, diz o cientista político.

Os maiores partidos brasileiros reproduzem esse padrão de escolhas: lançam mais candidatos com curso superior do que com nível médio. E até extrapolam. É o caso de PT e PMDB – com índices respectivos de 64% e 60% de candidatos formados em faculdades – e PSDB e PSD, nos quais a taxa é de 57%. Até mesmo siglas radicais de esquerdas, com bases em classes sindicais e trabalhistas, repetem a lógica. PSTU e PCB aparecem entre os dez partidos brasileiros que dedicam mais da metade de suas vagas aos diplomados. No PCO, são 42%. Segundo especialistas, a pequena extrema esquerda segue o padrão dos grandes partidos nesse quesito por causa de um pensamento de vanguarda e da alta formação intelectual de seus integrantes, uma herança marxista histórica, por exemplo, do "Partidão".

Apenas seis dos 32 partidos no país inverteram os critérios de seleção de candidatos e funcionam como porta de entrada para candidatos menos escolarizados: PSDC, PTdoB, PSL, PRTB, PTN e PRP – este último também é o que mais deu legenda a candidatos que podem ser classificados como analfabetos funcionais. Estes partidos são os únicos em que o número de candidatos com instrução média é proporcionalmente maior do que os com formação superior. As taxas variam de 36% (PRP) a 41 (PSDC). Ou seja, é mais provável que uma pessoa com estudos limitados ao Ensino Médio consiga se candidatar por uma dessas seis legendas nanicas – assim apelidadas justamente pela falta de filiados eleitos no Congresso Nacional ou em prefeituras – do que por um grande por um partido de grande porte.

Segundo o filósofo e professor de Ética e Filosofia da Unicamp Roberto Romano, os nanicos dão legenda para pessoas menos escolarizadas porque elas são mais fáceis de manipular e menos exigentes. “Não gosto de julgar um político pelo seu grau de instrução. Um operário, que tem educação básica, pode ter uma visão muito mais elevada sobre política do que um doutorado. Mas me parece que no caso dos nanicos isso acontece porque quanto menor o grau de instrução mais força os donos dos partidos têm para impor suas regras. Esses candidatos são mais maleáveis, submissos“, disse.

“Nesses partidos não ideológicos, mais propensos a serem tipicamente de aluguel e a ficarem a serviço de partidos maiores, dificilmente encontra gente de universidade ou com melhor formação. Os nanicos não têm penetração na sociedade organizada”, diz o cientista político Rui Tavares Maluf, professor da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. “Esse partidos afrouxam mesmo a escolha dos candidatos. Entram pessoas que veem na política alguma chance ascensão, mesmo que seja só para constar, sem chance de se eleger. Fazer parte de uma sigla e ver sua carinha aparecer na televisão vira status.”

Os critérios de seleção dos candidatos são definidos em convenções estaduais de cada partido. As siglas seguem regras particulares – a Justiça Eleitoral só exige uma “cota de gênero”, isto é, um mínimo de vagas para mulheres, que devem ser 30% do total de candidatos nas eleições proporcionais. O perfil dos candidatos também varia de acordo com o histórico de filiações e formação do corpo de militantes: o PT, PSDB e PMDB, por exemplo, possuem bases entre acadêmicos. O PSD tem vínculos com empresários do comércio.

Efeito Tiririca – Além de um domínio dos candidatos que cursaram universidades, seguidos daqueles que fizeram somente até o Ensino Médio, cresce no país um pequeno contingente de candidatos que declararam à Justiça Eleitoral possuir um grau mínimo de instrução, que se aproxima do analfabetismo funcional. Os que sabem apenas “ler e escrever” perfaziam 0,58% do total há quatro anos e agora correspondem a 1,01% – 263 candidatos. Esse grupo costuma ser alvo de questionamentos na Justiça Eleitoral.

O Ministério Público Eleitoral cobra a comprovação de que eles realmente compreendem textos – foi assim com o palhaço Tiririca (PR-SP), o mais bem-votado deputado federal do país em 2010, com 1,3 milhão de votos. Ele passou por um exame pericial para atestas "um mínimo de intelecção do conteúdo do texto, apesar da dificuldade na escrita", conforme o juiz do caso. A Constituição brasileira não permite a candidatura de analfabetos. No entanto, a jurisprudência das cortes aceita o "conhecimento rudimentar da leitura e da escrita" como prova suficiente para afastar a condição de analfabeto absoluto.

Em algumas regiões do país, o índice de candidatos que apenas “leem e escrevem” ultrapassa a média nacional. Isso ocorre nas regiões Norte (1,58%) e Nordeste (1,06%) – menos desenvolvidas economicamente –, mas também na Sul (1,30%).

No infográfico do site de VEJA é possível fazer também uma análise por Estados. Dez deles estão acima da média nacional: São Paulo (1,26%), Minas Gerais (1,54%), Amazonas (1,58%), Ceará (1,83%), Pernambuco (2,11%), Rio Grande do Sul (2,30%), Rio Grande do Norte (2,49%), Alagoas (2,95%), Roraima (3,56%) e Acre (4,7%). É notável o percentual do Rio Grande do Sul, um Estado rico e desenvolvido, onde o índice de candidatos com baixo grau de instrução é o dobro da média nacional. No Acre, a taxa é quatro vezes maior que a brasileira.

Para Roberto Romano, há um predomínio maior de candidatos que só sabem ler e escrever no Rio Grande do Sul em relação a outros Estados menos ricos devido à sua sociedade majoritariamente agrária. “O perfil é de gente que recentemente saiu do campo e não tinha uma opção profissional e decidiu pela vida política”, disse Romano.Fonte:Veja

Racismo de torcedora choca amigos negros. Família 'foge' de Porto Alegre

Patrícia Moreira era, até a última quinta-feira, mais uma torcedora do Grêmio que mora no bairro Passo das Pedras, zona norte de Porto Alegre. Com 23 anos, a loira jamais tinha dado qualquer indício do motivo pelo qual se tornaria nacionalmente conhecida: atos racistas. Tinha uma vida tranquila, trabalhava prestando serviço à Brigada Militar, com amigos negros e brancos. Até ser flagrada, aos gritos, chamando o goleiro Aranha de 'macaco', no duelo com o Santos pela Copa do Brasil. Hoje, sua casa está fechada, a família 'fugiu' da capital gaúcha, e os mais próximos se dizem chocados.

Mas o perfil de Patrícia desenhado pelos vizinhos e amigos em nada remete a jovem que vociferava contra Aranha. Os gritos de 'macaco', 'macaco', 'macaco', evidentes pelas imagens das câmeras da ESPN, vistas repetidamente no Brasil inteiro, jamais foram direcionados, por exemplo, a seu Pedro, vizinho que mora na casa da frente. A residência amarela, de madeira, da filha, esconde a casa de material construída nos fundos. Local em que Patrícia já esteve, amigavelmente, rodeada por amigos cujo tom da pele é idêntico ao do goleiro do Santos.

"Fiquei chocado [ao ver as imagens], no início não quis acreditar que era ela. Mas vendo que era, eu fiquei muito triste. Ela não é assim. Nunca foi. Conheço desde criança", disse o senhor de 63 anos, que há 60 reside no local. "Comigo nunca teve nenhuma atitude racista. É minha vizinha da frente. Nos cumprimentamos, conversamos, nunca foi aquela da televisão", completou.

Na casa da família, mais uma vez o destino prega uma peça em Patrícia. O vermelho, cor do arquirrival gremista, Internacional, está estampado. E o clube colorado também foi alvo de atos discriminatórios da jovem. Em foto publicada nas redes sociais, já deletadas rapidamente, ela aparecia segurando um macaco de pelúcia, que vestia a camisa do Inter. E na foto, segurando o macaco, ela fazia cara de nojo.

"Eu conheço a Patrícia sim. Ela nunca teve nenhuma atitude racista comigo ou com qualquer pessoa da minha família. É muito amiga do meu filho. Se conhecem há anos. Já veio aqui em casa", disse Miguel Chaves, também negro, vizinho de Patrícia. "Nunca imaginamos aquilo", completou.

Assustada pela repercussão do caso, a família de Patrícia optou por fechar a casa. Segundo relataram vizinhos, estão fora de Porto Alegre para 'fugir' de qualquer contato com a imprensa, mas retornarão para o depoimento. Chamada a prestar esclarecimentos, ela só falará na presença de um advogado, mas estará na 4ª Delegacia de Polícia na segunda-feira, tentando justificar os atos.

Os relatos de depredação da casa da moça são confusos. Entre os populares, ninguém viu o local ser apedrejado, não há registro policial ou mesmo marcas nas paredes. "Eu vi algumas pedras, mas não sei. Não vi atirarem", contou um vizinho que solicitou anonimato. "É uma covardia o que estão fazendo com ela. Estão colocando como se ela fosse um monstro. Não é verdade. Ninguém aqui em casa vai falar nada. Estamos do lado dela", completou.

O bairro, a rua, a vizinhança de Patrícia é, como todo o país, a cara da miscigenação. Brancos, negros, mulatos, índios, pardos, toda etnia possível está presente no local, onde dividem espaço casas de classe média com barracos bastante pobres.

Nenhuma voz se levantou lá contra Patrícia. Amigos negros, são muitos. Todos surpresos, tristes, mas ao mesmo tempo buscando mostrar que ela não é aquela da imagem. "Ela foi pelo momento, no embalo dos outros", finalizou Pedro.

Após confrontarem as imagens do sistema de câmeras da Arena com Patrícia e mais um acusado, a polícia gaúcha poderá abrir inquérito, que prevê julgamento da jovem. A pena para injúria racial vai de 1 a 3 anos de reclusão.

E antes disso as repercussões na vida pessoal já foram fortes. Xingada na internet, ela deletou todos perfis em redes sociais. Foi afastada do emprego como prestadora de serviço ao Centro Médico Odontológico da Brigada Militar. E carregará para sempre o peso do ocorrido naquela noite. Doeu em Aranha, envergonhou os gremistas, mas certamente não passou em branco na vida de Patrícia.

Vitória enfrenta Flamengo para deixar a lanterna do Brasileirão

Vitória e Flamengo entram em campo às 18h30, deste domingo (31), no estádio Manoel Barradas, o Barradão, com objetivos distintos. O rubro-negro baiano tenta deixar a incomoda última posição, enquanto o carioca quer ser firmar no meio da tabela e arrancar rumo às primeiras posições.

Após vencer o Sport na partida de quinta-feira (28), em Pernambuco, o técnico Ney Franco não teve tempo de comemorar o bom resultado conquistado na Sul-Americana. Durante o coletivo no sábado (30), o treinador ganhou de uma só vez três desfalques para o confronto.

O zagueiro Kadu e o volante Neto Coruja foram vetados pelo departamento médico. O defensor está com uma tendinite patelar no joelho esquerdo, enquanto Coruja torceu o tornozelo no treinamento. Já o volante José Welison irá se apresentar à seleção brasileira sub-21 e também está fora do embate.

Já o Flamengo vem de ótima fase. Mesmo com a derrota por 3 a 0 diante do Coritiba, em partida válida pela Copa do Brasil, a equipe comemora as boias atuações no brasileiro. São quatro triunfos consecutivos na competição. O time ocupa a 11ª colocação na tabela.

Para o confronto o técnico Vanderlei Luxemburgo poderá promover a estreia Elton, ex-Corinthians. Alecsandro, que desfalcou a equipe nos últimos três jogos, também está disponível e deve encarar o irmão Richarlyson, que defende o Leão. Já Eduardo da Silva, destaque na arrancada contra o rebaixamento, não se recuperou de uma pancada nas costas sofrida no jogo com o Coritiba, e ficou no Rio de Janeiro.

A partida do Barradão marcará o reencontro de Ney Franco com o clube carioca. Em sete jogos, o treinador não conquistou nenhuma vitória e deixou o time na lanterna do Brasileirão. Gabriel, que defendeu o Bahia, também foi relacionado e poderá enfrentar o eterno rival.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA X FLAMENGO – 18ª RODADA – CAMPEONATO BRASILEIRO

Data: 31/08/2014 (domingo)
Local: Estádio Manoel Barradas, Barradão, em Salvador
Horário: 18h30
Arbitragem: Anderson Daronco (RS) Nielson Nogueira Dias, auxiliado por Marcelo Bertanha Barison (RS) e Alexandre A. P. Kleiniche (RS).

Bahia e Grêmio promovem duelo de tricolores em Porto Alegre

A fase do Bahia é boa. São sete partidas sem amargar o sabor da derrota. O último resultado negativo foi diante do Internacional, dia 26 de julho, na Arena Fonte Nova. O placar foi 1 a 0. De lá pra cá o tricolor baiano empatou quatro partidas pelo brasileiro, venceu uma e comemorou outras duas vitórias, uma pela Sul-Americana e outra pela Copa do Brasil.

A equipe espera repetir na Arena Grêmio, às 18h30, deste domingo (30) o mesmo resultado conquistado na quarta-feira (27), diante do Internacional, no Beira Rio, em partida válida pela Sul-Americana. 2 a 0. Os gols foram assinalados por Lucas Fonseca e Diego Macedo.

Para isso o técnico Gilson Kleina conta com reforços. Demerson, Fahel e Kieza retornam ao time titular, enquanto Pará e Guilherme brigam pela posição na lateral-esquerda e Rafinha deve ser mantido na equipe. Ele também poderá utilizar Rhayner no lugar de Diego Macedo, Uelliton na vaga de Rafael Miranda e também Henrique como companheiro de Kieza.

Já os gremistas vêm de péssimo resultado. Os gaúchos perderam para o Santos dentro de casa. O placar foi 2 a 0 na partida polêmica pela Copa do Brasil. No Brasileiro eles vêm de resultado positivo conquistado diante do Corinthians. 2 a 1.

Para o confronto diante do Bahia, o Grêmio ganhou um desfalque de última hora. O meia-atacante Luan sofreu lesão na perna e deverá parar por pelo menos uma semana. Felipão colocou Alan Ruiz na função. Por outro lado, o treinador gaúcho contará com o retorno de Fellipe Bastos.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO X BAHIA – 18ª RODADA – CAMPEONATO BRASILEIRO

Data: 31/08/2014 (domingo)
Local: Arena Grêmio, em Porto Alegre
Horário: 18h30
Arbitragem: Péricles Bassols Cortez (RJ); Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Dilbert Pedrosa Moisés (RJ).

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará; Rhodolfo, Geromel e Breno; Ramiro, Fellipe Bastos, Matheus Biteco, Alan Ruiz e Dudu; Barcos.

BAHIA: Marcelo Lomba; Roniery; Demerson; Titi; Guilherme Santos (Pará); Fahel; Rafael Miranda; Diego Macedo e Emanuel Biancucchi; Rafinha e Kieza.

Silva, Santos e Oliveira são os sobrenomes mais comuns dos candidatos

Silva, Santos e Oliveira são os sobrenomes mais comuns dos candidatos concorrendo nas eleições deste ano, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Das cerca de 26 mil pessoas concorrendo a cargos públicos em 2014, 3,9 mil têm Silva entre seus sobrenomes, o que corresponde a 15% do total. Já 2,2 mil candidatos têm Santos, e 1,6 mil, Oliveira.

As estatísticas foram feitas considerando todos os sobrenomes dos candidatos. Isso quer dizer que, se um candidato tem tanto Silva quanto Santos nos registros do TSE, ele foi contabilizado em ambos os sobrenomes.

No total, 8,4 mil sobrenomes foram identificados. Destes, 6 mil são únicos - ou seja, 71,1% foram encontrados apenas 1 vez nos registros. Entre eles estão: Werka, Marcovicchio, Dar'C e Zoppi.

sábado, 30 de agosto de 2014

Samuel Celestino:" E se Lula voltar ao palco? "

Há três dias aqui do BN chamei atenção sobre a possibilidade do retorno da campanha  “volta Lula” para que o seu PT não venha  entrar em derrocada diante das dificuldades que Dilma Rousseff e do seu governo enfrentam,  agora com a economia em recesso técnico,  Guido Mantega à frente do ministério da Fazenda. Ainda está viva a idéia. Só que, agora, com a disparada de Marina Silva, se Lula tentar uma reviravolta terá que pensar dez vezes. Se Dilma perder a eleição  o teto cai sobre o PT, mas se acontecer com o líder e fundador do partido será muito diferente. Com ele comandando a campanha, o que já acontece na República e nos estados, e se vier a tomar o lugar que é ocupado por Dilma e não houver uma reviravolta e ele perder as eleições, o PT corre o risco de virar uma lembrança, porque jamais encontrará um líder com é Luiz Inácio. Nos altos escalões do PT o “volta Lula” é ainda uma realidade, que poderá desaparecer com a última pesquisa Datafolha em que há um empate cravado  no primeiro turno e uma sova no segundo turno, com Marina colocando 10% dos votos à frente de Dilma. Pode-se, no entanto, observar, aqui mesmo no BN, a declaração feita pelo governador Jaques Wagner ao jornal A Tarde, recomendando esperar mais cinco, seis dias. O que acontecerá até lá, a não ser a possibilidade de um retorno ao voto de Lula, cuja data mágica é o sete de setembro? Há sinais, sim. Mas é fato que a pesquisa Datafolha trouxe uma realidade que o PT não esperava. Aí surge o dilema: vale a pena Lula voltar – se for o caso - e apostar todo o seu prestígio de líder carismático?Fonte: Bahia Noticias

Operação prende três por venda de merenda escolar em Teixeira de Freitas

Três pessoas foram presas e três supermercados interditados após uma operação conjunta do Ministério Público e das Polícias Civil e Militar em Teixeira de Freitas, nesta sexta-feira (29), por comercializarem produtos alimentícios desviados da merenda escolar. De acordo com o site Teixeira News, foram apreendidas cerca de 2 toneladas de mercadorias com lacre do Governo Federal e que deveriam ser distribuídas nas escolas públicas da região. A suspeita é que os lotes de alimentos foram desviados de escolas de assentamentos de reforma agrária da região. Os delegados Kleber Gonçalves e Marco Antônio Neves que atuam no caso, encaminharam a mercadoria para a perícia técnica, com o objetivo de identificar o código de barras das embalagens para se saber precisamente de que setor veio a mercadoria do governo federal, para onde os produtos iriam e quem estão envolvidos no desvio da merenda escolar. O Ministério Público anunciou que na segunda (1º) vai solicitar prisão preventiva dos donos dos supermercados, que devem responder por crime de receptação qualificada e poderão também serem enquadrados por crime tributário. Com informações do site Teixeira News.